Design Fiction – Use a ficção científica para inovar na sua empresa

Você já pensou que quando uma empresa cria um produto ou serviço ela geralmente desenvolve todo seu processo de criação pensando no cenário atual? Ou seja, pensando em suprir uma demanda da sociedade naquele momento. Este não é um pensamento errôneo, já que os consumidores compram pensando em saciar um desejo instantâneo. Contudo, pensar exclusivamente desta forma limita o crescimento das organizações, e é aí que o Design Fiction entra em ação.

O Design Fiction surgiu exatamente com este intuito, de impulsionar o crescimento das empresas a longo prazo, dando a elas oportunidade de olharem para o futuro e projetarem sua evolução através de narrativas de ficção científica.

O que é?

O Design Fiction pode ser entendido como um método que guia, e principalmente beneficia as empresas a criarem soluções a longo prazo. Se o Design convencional busca estratégias a curto prazo, o Design Fiction é o oposto, ele é uma prática que tem o objetivo de explorar possíveis futuros e criar cenários teóricos e provocativos que são narrados através de artefatos projetados.

Esse termo está totalmente ligado a uma narrativa ficcional, daí a origem de seu nome. O termo foi inicialmente utilizado por Anthony Dunne, professor e chefe do programa de interações de design do Royal College de Londres, e Fiona Raby, professora de design industrial da Universidade de Viena. O americano Bruce Sterling, um dos mais respeitados autores de ficção científica, cunhou o termo “design fiction” em 2005.

É através desta narrativa ficcional, literalmente imaginando o futuro, que as organizações conseguem realizar uma imersão no mundo da inovação e sair na frente da concorrência que apenas visualiza os dias atuais.

Cenário nacional

No Brasil, a Embraer foi uma das primeiras empresas a utilizarem o método com o intuito de incentivar a inovação. Os engenheiros da companhia foram convidados a criar um roteiro de ficção no qual imaginavam o futuro da aviação com base em notícias da época. Criar o roteiro em conjunto proporcionou aos colaboradores da empresa uma imersão profunda na realidade da organização e um debate a respeito dos possíveis cenários da aviação, no final da atividade, os roteiros dos engenheiros deram origem a três curtas metragens e fortaleceram o trabalho em equipe.

Um exemplo claro do uso do Design Fiction é o lançamento do primeiro Iphone, em 2007. Quando o celular foi lançado, não havia nada parecido no mercado, então a equipe de design da Apple teve que desenvolver todo um processo de UI/UX (User Interface/User Experience) do zero.

Certamente para desenvolver o Iphone, a Apple teve que responder a perguntas como:

  • Como os usuários irão se adaptar a este produto?
  • Como será a jornada do usuário?
  • Como será a interface deste produto?
  • O que este produto terá de diferencial?

O resultado destas perguntas gerou a criação de um produto inovador, ousado e totalmente diferente dos concorrentes. Para chegar ao sucesso é preciso ousar.


Quer saber mais sobre grandes empresas que utilizam este método? Quer aprender como aplicá-lo na sua organização e se sobressair no mercado?

Preparamos um E-BOOK COMPLETO E GRATUITO sobre o tema, baixe agora mesmo e dê o primeiro passo rumo ao sucesso.

Como a Contabilidade Gerencial Impacta seu Negócio?
01 dez 2021

Contabilidade gerencial: Como ela impacta o seu negócio?

O pensamento estratégico é fundamental para o sucesso de qualquer negócio —…

Inteligência Emocional: Importância dessa habilidade
08 out 2021

Inteligência Emocional: Por que é uma habilidade tão valorizada?

O mercado de trabalho está em constante evolução. Cada vez mais é…

Escrito por

Escola Vooa